Fátima e o Vento Forte

Liderando a corrida para as eleições de 2018, ao governo do Estado, a companheira senadora Fátima Bezerra(PT), mantém um certa folga do segundo colocado, Governador Robinson Faria(PSD), que além do desgaste natural do cargo que teria mesmo sem problema financeiros, carrega sobre os ombros a maior crise da segurança pública já vista, e, para quem fez campanha prometendo ser o “Governo da Segurança”, certamente, será um ponto negativo, além da má gestão administrativa que levou o funcionalismo público a receber seus proventos atrasados e, sem uma saída a curto prazo. Um contingente bastante expressivo que deu apoio a sua eleição e, que provavelmente migrará à outra urna. Para completar o cenário, ainda se vê as voltas com a justiça em seus calcanhares, podendo peá-lo, deixando-o fora do páreo de 2018.

A senadora Fátima também tem lá suas pendengas a resolver. Nenhuma, claro, de grande monta, porém, pelo menos muitas explicativas terá que dar para seus eleitores, sobretudo das verbas recebidas para campanha 2014 de empresas envolvidas com a Lava Jato, embora não há ilicitude nestas operações. Entretanto, seus opositores tentarão de toda forma linká-la à sujeirada da “petralhada’ nacional. Este sim, será um de seus obstáculos, porém, um outro maior poderá emergir, dizem – se não for somente balão de ensaio ou um aceno para dizer que está “vivo” -, que o ex-governador Geraldo Melo anda se exercitando para criar forte musculatura e, na vigésima quinta hora, se alinhar na faixa de largada. Se apenas uma brisa surgir, poderá até ajudá-la, mas, se for “Um Vento Forte”, como no passado, certamente, assanhará os cabelos lisos da morena.

Ainda assim, Fátima pode, deve e vai ao “pote” com uma sede de ontem, sabe que não tem “muito a perder”, pois, ainda lhe restariam 4 anos de senado. Porém, é bom ficar de cabelo em pé.

Favela

Mais um partido político ganha registro no Tribunal Superior Eleitoral, somando-se aos já existentes, passaremos a 36 agremiações aptas a lutarem por votos dos leitores em 2018.

O novo partido vem com uma proposta bem definida: lutar pela causa dos negros. O Frente Favela Brasil, liderado por Celso Athayde, fundador da Central Única das Favelas (Cufa), diz que o partido será de negros para negros, isto não impede que brancos, pardos, mulatos, amarelos, azuis e outras cores façam parte, mas como filiados. Todos os postos de liderança ou qualquer outra atividade que envolva cargos dentro e fora do partido serão ocupados por negros, inclusive vagas às candidaturas para as eleições ao executivo e ao parlamento. Ah! O partido não faz distinção de votos de quem tem mais ou menos melanina, receberá os sufrágios de todas matizes de peles. Bem democrático.

Te vira

Vejo no Blog do jornalista, César Santos, do jornal De Fato, os vereadores mossoroenses expondo o protótipo de sua nova sede. Os edis ouriçados dizem que a Casa do Povo para sair do papel serão necessários a pequena quantidade de R$ 10 milhões.

Uma festa à apresentação do projeto arquitetônico: “Já conseguimos dar dois passos para a realização desse sonho que é a construção da sede própria da Câmara Municipal que foi a doação do terreno para a construção da sede e a apresentação do projeto. Precisamos encontrar uma forma de realizar esse sonho para esse trabalho grandioso. Talvez Mossoró seja a única cidade da região que ainda não dispõe de uma sede própria para o Legislativo”. Vi uma pontinha de ironia na fala da prefeita Rosalba, tipo assim: fiz minha parte, agora dinheiro que é bom, te vira.

PMDB

O deputado federal Walter Alves (PMDB) filho de Garibaldi, confirmou que seu pai o senador Garibaldi Alves (PMDB) será escolhido o presidente do partido no RN, para os próximos dois anos.

Nada há de novo. Eles foram, são e serão dono do PMDB, porque sempre foi assim e assim sempre será. Né não Professor?

Frase:

“Nem de longe confere ao Poder Legislativo o poder de revisar juízos técnico-jurídicos emanados do Poder Judiciário”, Edson Fachin, Ministro do Supremo.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *