Propinoluz

A Cidade do Sol potiguar, virou “Cidade Luz”, não pela mesma razão ou talvez sim, da bela Paris. A cidade do Liberté, Egalité, Fraternité, ganhou carinhosamente a denominação de “Cidade Luz”, por causa das mentes brilhantes que eram atraídas a beberem água do Rio Sena, na bela capital francesa. Aqui, na taba, as mentes brilhantes corruptas bebem no fétido, poluído e maltratado Rio Potengi e também são o motivo da transformação da Cidade do Sol em “Cidade Luz”, numa operação do Ministério Público.

A corrupção iluminou às portas do fundo da Prefeitura de Natal. Um dos secretários mais importantes da administração passada de Carlos Eduardo, agora, Presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa, teve seu gabinete vasculhado, documentos apreendidos e afastamento solicitado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, por suspeita de corrupção, na Operação “Cidade Luz”, que investiga o desvio de R$ 22.030.046,06 da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Natal (Semsur).

Segundo MP/RN, há fortes indícios de superfaturamento e pagamento de propina relativos a contratos firmados entre empresas e a Semsur para a prestação de serviços referentes à manutenção e à decoração do parque de iluminação pública da capital potiguar.

Não há luz no fim do túnel, mas um propinoluz.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *