Não sei se vou, não sei se fico

Geraldo Alckmin, governador de São Paulo, será o novo Presidente do PSDB e prontamente já colocou seu nome à Presidência da República. Uma declaração chamou a atenção de muitos observadores políticos. No jantar, ontem em SP, se ventilou que o partido irá ter um posicionamento mais a esquerda. Muitos daqueles que foram às ruas protestando e até agredindo partidos de esquerda, acreditavam que o PSDB seria seu representante legítimo de direita, certamente irão se sentir frustrados, traídos.

Entretanto, se enganaram ou se enganam, porque querem. É sabido que o partido é assim mesmo, nunca tem uma posição clara definida. Basta ver no caso do Governo temer: uma hora apoia o (des)governo outra hora não apoia, uma hora sai do governo outra hora não sai. O PSDB prefere a boa preguiça do ninho, isto é, um bom muro, em “não sei se vou, não sei se fico interminável. Acena para um lado e vai para outro, ou não sai do lugar. Incitou o povo aos protestos, dançar aquelas musicasinhas ridículas, foi contundente ao impeachment, depois disse que foi um erro.

Há pouco teve seu Presidente, senador Aécio Neves, envolvido com propinas, expondo que o ninho tucano também precisa de uma boa faxina, feita pela Polícia Federal. Essa guinada ou pretensa guinada à esquerda tem como objetivo atrair uma leva de simpatizantes desgostosos com o PT, que certamente, também não veem com bons olhos a tucanada paulista.

2018 será bastante interessante observar os discursos de campanhas. Cada um tentando pôr uma pá de cal em seu passado mais recente. Será divertido.

Preconceito

A grande notícia que permeia os grandes jornais de todo o mundo, é o casamento, na primavera (hemisfério norte) de 2018, do galego príncipe Harry, sexto na linha de sucessão ao trono de Elizabeth II, com a plebeia e a atriz americana Meghan Markle, de 36 anos.

Meghan é divorciada e tem mãe negra, alguns jornais do “civilizado” Reino Unido, dizem que ela tem DNA exótico. Uma maneira “educada” do primeiro mundo expressar o seu danoso preconceito.

Direto do Canadá, Day McCarthy, nome artístico de Dayane Alcântara Couto, proferiu comentários racistas contra a pequena Tati, de 4 anos, filha dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank, que acionou-a na justiça.

O preconceito é uma doença universal.

Agripino

O senador José Agripino Maia, Presidente nacional do DEM, está na mira da Polícia Federal. A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que a Polícia Federal realize uma série de diligências para investigar se o senador Agripino que teria colocado, de forma irregular, um servidor em seu gabinete. As ações atende solicitação da Procuradoria-Geral da República, que aponta suposta lavagem de dinheiro e peculato. O senador potiguar, como todos fazem, se diz inocente.

Livro

Jó Soares, lança livro de autobiografia.

Frase

“Policial que não mata não é policial” Bolsonaro.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *