Aposentadoria

senador-jose-agripino-maia

O senador José Agripino Maia, continuará acrescentando ao seu mísero salário de parlamentar, sua aposentadoria de R$ 21.900,00 de ex-governador. A Juíza Gisele Maria Araújo Leite, indeferiu ação do Ministério Público Federal do Rio Grande do Norte que questionava o recebimento da aposentadoria(pensão) como ex-governador.

Violência

Que Natal e várias outras cidades do interior do RN, passaram por maus bocados desde a última sexta-feira, todos sabem ou sofrem os efeitos. Também podemos perceber nas mídias sociais a avalanche de comentários e ataques à ineficiência do Governador Robinson Faria. Porém, é bom lembramos que nosso estado não é uma ilha e, é suscetível as intempéries acometidos por outros entes da Federação. A violência é uma delas.

O poder constituído, de certo modo, ajoelhou-se diante o poder paralelo das facções criminosas. Há exatos 10 anos, São Paulo, sofreu ataques violentos de uma entidade do crime. E o Rio de Janeiro, já vive em guerra declarada há muito tempo, outros, em mais ou menos escala, padecem desta chaga.

De quem é a culpa? De todos nós. Minha, sua, do vizinho. Por quê? Ora, somos nós que elegemos esses políticos que anos a fio não faz nada de concreto para sairmos do terceiro mundo da analfabetismo funcional, pois assim lhes somos mais úteis.

Então o Governador Robinson Farias não tem culpa? Pouca, mas tem. O governador não ouviu, não quis ouvir ou desdenhou os avisos dos juiz da Vara de Execuções Penais de Natal, Henrique Baltazar, que por diversas vezes alertou para futuras ondas de ataques, partindo de dentro dos presídios e que seriam de maiores proporções. Escalpá-lo não vai nos devolver a segurança almejada. Devemos cobrar e cobrar com veemência.

Porém, aos antecessores lhes cabem maior peso nos costados, sem falar dos poderes federal e municipal, que nunca tiveram a preocupação com os mais carentes e, portanto, mais em risco de entrar para o mundo do crime, pouco se fez ou quase nada no âmbito de políticas públicas de inclusão para proteger esta população. Hoje, sente-se o efeito de uma bomba-relógio, com efeito retardo – como disse o jornalista Givanildo Silva -, e, por azar caiu no colo de Robinson Farias.

Demagogia e medidas paliativas à parte, os poderes constituídos juntos com a população há de encontrar uma resolução definitiva e, rápida!

Devolução

A ex-governadora Rosalba Ciarlini está sendo acionada pelo Ministério Público Federal e Estadual por improbidade administrativa pela devolução de R$ 14,3 milhões ao governo federal. Os recursos, deveriam ter sido utilizados na construção de unidades e reforma em unidades prisionais, como não havia projetos voltou para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Beiçudo

Os entendidos do borogodó dizem a boca de sapo, que o prefeito e candidato à reeleição, Carlos Eduardo ficou beiçudo com a reprovação, pelo PMDB, do nome Marcelo Queiroz para seu vice. Insatisfeito ou não Carlos teve que engolir, Henrique Alves, presidente do PMEDB, pôs dois nomes na mesa: Hermano Morais e Álvaro Dias ou o partido “sartaria” fora do barco. Carlos optou pelo deputado estadual Álvaro Dias.

Frase

“Essa é a prova de que Carlos Eduardo foi forçado a aceitar o PMDB porque, politicamente, isso é um desastre para ele; todo mundo vai vincular o PMDB ao partido oficial da Lava Jato.” Vereador Fernando Lucena(PT)

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *